Terça 13 Novembro 2018

depoimentos

Cláudio Dauelsberg

Claudio e NicoQuando penso no Nico sempre me vem a memória a irreverência, a inteligência e o humor. Alguns momentos foram inesquecíveis como as gravações de jingles que fizemos no estúdio da minha casa para marcas importantes e o show no Masp que fizemos juntos em Sao Paulo, lotado, além das muitas noites de shows no saudoso Jazzmania.

Neste show no Masp, comentou, antes de entrar no palco, espiando o público pela fresta da cortina do backstage: "São Paulo é f***, por mais que você coloque a sua melhor roupa, o cara sentado na primeira fila está sempre muito mais elegante que você."

Nico era apaixonado pelo que fazia, embora fosse dono de um temperamento irrequieto e esporadicamente explosivo, era muito tranquila a convivência com ele.

Outro aspecto curioso era a habilidade que tinha com a mecânica de carros; ele adorava mexer.

A melhor contribuição que o Nico deixou foi a utilização do contrabaixo como instrumento virtuose.

Curriculum

Claudio começou a estudar piano aos quatro anos, com a mãe e com Telmo Côrtes, aperfeiçoando-se depois com Sergei Dorenski e Hans Graf. Nos Estados Unidos, estudou na Berklee School of Music. Tornou-se mestre pela UFRJ, defendendo a tese A Importância da Prática da Improvisação na Formação Musical do Intérprete.

Claudio DauelsbergAo longo de sua carreira, conquistou diversos prêmios, como: 1º Prêmio no Concurso Internacional de Piano Natho Heen – Porto Alegre; 1º Prêmio no Concurso Nacional de Piano Lorenzo Fernandes; 2º Prêmio no People Jazz Competition; 2º Lugar no mestrado da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Prêmio da revista Isto é para o CD Duo Fenix Karai-Eté entre os Dez Melhores do Ano - 1989; Indicação ao Prêmio Sharp – CD Além das Imagen

Claudio consolidou sua carreira internacional em 2001, quando realizou sua quinta turnê consecutiva em festivais internacionais com 18 concertos entre Escandinávia, Alemanha e Dinamarca. Em 2000, fez o seu “début” no Tchaikovsky Hall, realizando extensa turnê pela Europa. Apresentou-se também no New Morning de Paris, no Brot Fabrik de Frankfurt, Suécia, Portugal e Rússia.