Quarta 23 Maio 2018

depoimentos

Dé Bermudez

É muito estranha a sensação que tenho quando me pedem para falar algo sobre o Nico. Eu não o conheci pessoalmente, mal cheguei perto disso, mas ouvir tantas histórias sobre ele, ouvir sua música, analisar, procurar entender sua linha de raciocínio musical, de repente me aproximou dele de tal forma que sinto como se o tivesse conhecido pessoalmente e trocado experiências musicais. Enfim, sinto-o muito próximo, ele se tornou uma grande influência para mim. Contei com a ajuda de várias pessoas para realizar meu trabalho sobre o Nico, mas em especial do Neco, que foi e é sempre muito querido comigo.

Considero-me de muita sorte em ter “conhecido” o Nico. Com certeza, cresci e ainda tenho muito o que crescer musicalmente, graças à sua influência. Isto contribuiu decisivamente na meneira com a qual encaro a minha vida profissional, motivando-me a ser uma pessoal mais comprometida com a minha carreira musical.

Essa coisa de algumas pessoas comentarem que ele era arrogante, na minha opinião, é só reflexo de uma personalidade forte, de uma pessoa que levava muito a sério seus compromissos, dedicava-se 1.000% a tudo que fazia e era, simplesmente, fantástico desempenhando seu papel!!! Era um cara que se entregava à música, àqueles que mereciam sua atenção, sem fazer distinção se era o Itamar Collaço ou um estudante iniciante no baixo. Se ele sentisse que valia a pena, retribuía de coração aberto!

O legado que deixou para todos os músicos, não apenas baixistas brasileiros, é de uma importância imensurável! Ele abriu as portas para muita gente boa mostrar seu trabalho no Brasil e no exterior. Também elevou o nível musical, principalmente o dos baixistas, quando chegou no Brasil despejando informação para quem quisesse ouvir! Pode ter certeza que se hoje temos excelentes baixistas improvisadores, é porque Nico, ao lado de outros excelentes músicos, veio puxando esse cordão.

Para mim, por exemplo, foi e sempre será uma grande experiência continuar meu trabalho de pesquisa e tocar músicas de seu repertório, como tive a oportunidade de fazer em meu recital de formatura da graduação e, também, em outros tantos shows e workshops que realizei ao lado de Ivan Barasnevicius (guitarrista), cujo repertório traz diversas releituras de composições do Nico. As inúmeras gravações ao vivo e em estúdio feitas por Nico, além do seu famoso método para contrabaixo intitulado “Bass Solo”, servem como grandes exemplos durante as aulas de instrumento, harmonia e improvisação, ministradas por mim no curso de contrabaixo do Centro Musical Venegas Music.

Acredito que Nico seja imortal. Sua obra está aí para que possamos mantê-lo vivo e presente em nossa música! Hoje, ele faz parte da minha música, está presente em minhas frases, em minhas conduções e em minha postura profissional e, com certeza, estará presente amanhã através da música de muitos outros que poderão beber nessa fonte fecunda e inesgotável que é o seu trabalho!

Agradeço ao Nico por ter existido e por ter feito sua vida valer a pena!

Curriculum

Dé Bermudez é bacharel em música pela FAAM - São Paulo - sob a orientação do professor Zéli, colaboradora da revista COVER BAIXO.

De BermudezEstudou com Paulo Tiné, Aída Machado, Marisa Ramirez, Beba e Orlando Mancini. Natural de São Paulo, capital, iniciou seus estudos com Nilton Wood, renomado baixista paulista e editor-técnico da revista Cover Baixo, com quem teve seus primeiros contatos com técnicas avançadas no instrumento, tais como slap e tapping.

Tocou em diversas bandas na cidade de São Paulo, tais como Chuckle (Insanez), Never Die, Louder, Cantalupe Groove, Big Band do SESC Vila Mariana e Ivan Barasnevicius Quarteto. Atualmente dedica-se aos seus trabalhos como coordenadora do Centro Musical Venegas Music Unidade III, onde também ministra os cursos de baixo elétrico, linguagem e estruturação musical e prática de banda; é baixista do grupo instrumental Ivan Barasnevicius Trio, que além de composições próprias incorpora em seu repertório músicas referentes ao trabalho sobre o baixista Nico Assumpção, que conta com uma monografia sobre a vida e obra do músico e com o projeto de mestrado desenvolvido pela baixista.

Coordenadora do Centro Musical Venegas Music Unidade III, além de ministrar os cursos de baixo elétrico, LEM e prática de banda.