Segunda 10 Dezembro 2018

depoimentos

Duduka Da Fonseca

Conheci o Nico no final dos anos setenta quando ele chegou em Nova Iorque.

Nos dois ou três anos em que morou aqui tivemos oportunidade de, além de desenvolver uma amizade por vida , tocar e gravar.

Nico foi um músico extraordinário e fico muito feliz porque você Ruben, através desse site maravilhoso, com certeza vai ajudar a imortalizar esse grande músico que tanto contribuiu para música nesse mundo.

Nossa convivência em Nova Iorque foi muito produtiva, além de gravarmos discos pro Japão, "The Brazilian Beat of Guanabara", que era um septeto com, Steve Sacks (Saxofone ) David Sacks (Trombone), Terumasa Hino (Trompete), Cláudio Celso (Guitarra), Alfredo Cardim (Piano) , Nico Assumpção (Contrabaixo) , Duduka Da Fonseca (Bateria), gravamos também com o excelente trompetista Tex Allen no qual entre outros, teve também a participação do fabuloso saxofonista Ion Muniz, falecido ano passado.

Ion Muniz é outro grande músico que merece ser imortalizado.

Nico e eu também fizemos muitas gigs de trio com os excelentes pianistas Alfredo Cardim e Haroldo Mauro Jr.

Nico também chegou a morar na minha casa por um tempinho e era uma beleza ouví-lo praticar as três da madrugada, quando eu não estava dormindo, é claro, rsrsrs....

Uma qualidade que eu sempre admirei no Nico era sua honestidade. Se ele não gostasse de alguma coisa ou pessoa, ele deixava bem claro, doa a quem doer.

Nico querido, seu som vai ficar com a gente prá sempre.

Beijo do seu fã, Duduka.

New York - 2010

Curriculum

Eduardo Moreira da Fonseca, ou simplesmente, Duduka Da Fonseca, nascido no Rio de Janeiro, começou a tocar bateria aos 13 anos. Estudou no Instituto Villa-Lobos, na Pró-Arte e na Escola de Guerra Peixe.

DudukaIniciou sua carreira profissional atuando em shows, ao lado de músicos como Tenório Jr., Ion Muniz, Mauro Senise, Tomás Improta e Alfredo Cardim. 

Em 1975, mudou-se para os Estados Unidos, onde liderou os grupos brasileiros de jazz como o Brazilian Express, o The New York Samba Band (com a qual se apresentou em espaços culturais como Blue Note, Fat Truesday's e Village Gate) e o The Brazilian Jazz All Stars, ao lado de Bob Mintzer, Eliane Elias e Randy Brecker. 

Participou de shows e festivais de jazz na Europa, Japão e Estados Unidos.

Recebeu uma indicação para o Grammy® com o seu primeiro disco solo "SAMBA JAZZ FANTASIA" (Anzic records) e o disco do Brazilian Trio "FORESTS" foi indicado para o Grammy Latino em 2009

Ao longo de sua carreira, atuou em shows ou gravações com diversos artistas nacionais e internacionais, como Tom Jobim, Herbie Mann, Joe Henderson, Cláudio Roditti, Astrud Gilberto, Paquito D'Rivera, Tom Harrel, John Scofield, Raul de Souza, Charlie Byrd, Phill Woods, Gerry Mulligan, Lee Konits, Eddie Gomez, Joanne Brackeen, Jorge Dalto, Dom Salvador, Toshiko Akyoshi, Emily Remier, Naná Vasconcelos, New York Voices, Wayne Shorter, Kenny Baron, Raul de Souza, Quarteto Jobim-Morelenbaum e Mario Adnet, entre vários outros.

É autor do livro didático "Brazilian rhythms for drumset" (Manhattan Music/DCI).